domingo, 7 de maio de 2017

Agora sei que nada será como antes!

E assim está sendo. Ficar muito tempo sem escrever aqui, me causa uma angústia imensa. Acaba acontecendo um acúmulo de transformações que ao tentar discorrer sobre elas, mal sei por onde dar início. Finalmente me aposentei na Prefeitura Municipal de Petrópolis, mas vou ter que brigar muito com o governo municipal que me deve 1 ano de licença prêmio e a atualização de meu vencimento base desde 2010. Fora o futuro embate, a sensação de liberdade é única! São 32 anos de sala de aula que acabaram com a minha voz e que aos poucos foram minando o prazer de sair de casa para ir à escola. Mas uma vez em sala de aula, fazia o meu melhor, uma aula de Geografia provocativa e cheia de boas intensões!
Passei um tempo meio desorientado por ter as noites livres e por vezes, me dava a sensação que estava matando aulas, pode? O tempo livre foi devidamente preenchido com atividades igualmente prazerosas. O professor deu lugar para um pai e um filho mais atento às necessidades da família. O professor passional precisou ser contido para exercer a função de guia em um grupo espiritual de Cafh. O professor deu lugar a um homem preocupado em ter uma boa saúde e principalmente, focar em novos aprendizados para expandir continuamente a sua consciência. 
Liberto de metade da minha carga de trabalho, pois tenho 4 anos pela frente no Colégio Pedro II, descobri o que considerava tão abstrato e incompreensível para mim, os conhecimentos da antiguidade clássica, repleta de simbolismos e aprendizados, que estão sendo iluminados pela FILOSOFIA! 
Mal sei por onde começar diante da intensidade das mudanças que estão se processando dentro de mim. Nada foi tão direto no que preciso neste momento em que me aproximo rápido da maturidade. Eu já sei que não tenho muito tempo, mas agora já sei como acelerar o meu aprendizado espiritual até que aconteça o encontro com o meu destino final, o retorno à nossa casa, de onde viemos e para onde voltaremos!
Hoje assistindo um vídeo que trata de um livro conhecido como O Profeta, de Khalil Gibran, em que a filósofa Lúcia Helena Galvão vem desmistificando para nós mortais as mensagens contidas em cada capítulo, constato a atualidade da mensagem escrita há quase 100 anos.
Sinto-me desafiado e sacolejado diante do que escuto e leio; e ainda nem cheguei a escrever de outro livro, potencialmente desafiador que leio e releio, o Caibalion que contém os ensinamentos de Hermes Trimegisto sobre a arte de viver, de acordo com princípios herméticos do Egito e Grécia!
Em resumo, tenho muito "pano para mangas" para escrever aqui. Não sei se conseguirei escrever tudo, mais as mudanças internas já tiveram início e tem sido um bálsamo para sobreviver em meio a tantas desavenças por conta da crise moral e política que vivemos.
Agora sei que nada será como antes. Vai ser melhor, muito melhor! É bom ser surpreendido pela vida nessa altura e perceber o quanto eu posso crescer em minha humanidade!


Sentido

Sentido
Uma das melhores maneiras de dar um sentido para a vida, é procurar deixar o mundo um pouco melhor do que nós o encontramos. Autor desconhecido

Viver: renúncia, prazer, amor e leveza

Minha foto
Petrópolis, Rio de Janeiro, Brazil
Um professor com alma de aluno.