terça-feira, 5 de janeiro de 2016

E esse dia não chega....e como dói!

E mais um dia 06 de janeiro se aproxima. Acho que fazem 3 ou 4 anos que não escuto mais a sua voz e não posso te abraçar para te desejar um feliz aniversário. Dói não ter notícias suas, não saber como anda a sua saúde e não ter mais a lembrança clara do seu rosto. A distância é cruel com as lembranças. As imagens vão perdendo o foco, tornando-se turvas, mas os sentimentos permanecem e se fortalecem, assim como a imensa saudade de te abraçar apertado, minha querida prima Luciane.
Já chorei muito de saudades lembrando de você. Eu sei que nos foi imposto uma distância, que hoje compreendo, apesar de ainda achar muito cruel, como se fosse uma vingança previsível. Eu também lamento por tudo que nos levou a nos distanciar, mas eu usei o meu orgulho para me defender, pois sabia que mesmo que implorasse, seria ignorado. 
Mas consegui superar o meu orgulho e pedi para ir ao seu encontro. Chorei, quase implorando para que isso acontecesse. Ouvi que um dia isso aconteceria e esse dia não chega.
Nunca mais esquecerei o cheiro e o gosto daquele cachorro-quente que comíamos em cada aniversário seu, com aquele pão de leite macio. Ainda sinto o gosto do maravilhoso bolo de amendoim, recheado de doce de leite e ameixas pretas! Mas nunca mais consegui comer essas maravilhas de novo. A dor da saudade tirou-me o apetite e o olfato.
Cá estou eu, o seu velho primo de sempre, suspirando de saudades e chorando sobre o teclado do notebook. Saiba minha querida prima Luciane, que você nunca será esquecida, aconteça o que acontecer. Estou preparado para tudo, por mais que a dor cresça com o passar dos anos. Te vejo sempre que te coloco em minhas orações. Imagino abraços memoráveis e aperto minhas mãos com as suas, entrelaçando os dedos. 
É assim que consigo acalmar um pouco o meu coração cheio de saudades, que sonha com esse encontro. Portanto, minha prima-irmã de coração, feliz aniversário! Que Deus te ampare sempre e que a sua corajosa missão seja cumprida até o final. Estou certo que um dia, quando não estivermos mais nesse mundo, iremos nos abraçar como nunca e os nossos sonhos irão se concretizar! Te amo!

Nenhum comentário:

Sentido

Sentido
Uma das melhores maneiras de dar um sentido para a vida, é procurar deixar o mundo um pouco melhor do que nós o encontramos. Autor desconhecido

Viver: renúncia, prazer, amor e leveza

Minha foto
Petrópolis, Rio de Janeiro, Brazil
Um professor com alma de aluno.