domingo, 13 de abril de 2008

O amor é único.

Acabei de preparar agora seis provas. Apesar disso, não me sinto cansado. Eu creio que queimei um pouco da tensão do dia. Faz calor aqui. Pela janela sopra uma brisa suave, fazendo a persiana balançar de um lado para o outro. Fico em silêncio tentando ouvir meu coração. Faz bem saber que estou vivo e saudável. Escuto grilos e sapos em festa ao longe. E uma tímida Lua tentar me alcançar, com seu brilho ofuscado por nuvens acinzentadas. Vários cães uivam bem longe, como se estivessem chamando por alguém.

Lembro-me de minha única avó. Há um delicioso cheiro de doce de abóbora me envolvendo. Lembro-me da felicidade ao me dizer que tinha feito o doce pensando em mim. Fico agradecido até hoje por essas pequenas delicadezas. Como é importante ser delicado: lembrar datas, dar abraços e beijos longos, dormir agarradinho, receber um cafuné, beijar as mãos de quem se ama, surpreender com presentes e o melhor de tudo, dividir a cama e o coração com quem amamos.

Existem diversas formas de se amar. Não existe o amar menos ou mais. O amor é único, mas o que diferencia é a intensidade de sua oferta. Podemos ser calorosos na demonstração ou contidos por hora, mas não deixamos de amar.Não acredito no amor sem cumplicidade. Quero ser cúmplice das pessoas que amo, mas não me peça para ser tolerante com suas falhas. Sei amar com profundidade, aprendi isso um dia e jamais esquecerei, mas preciso ser honesto comigo e com quem amo. Por isso, amo de forma transparente e desprendida. Sinto falta de bons momentos e romances, a vida por vezes nos absorve bastante, a ponto que resta pouco para vivermos esse outro lado da vida, onde os compromissos e obrigações desaparecem, restando apenas a imensidão de toda uma vida. Não sei onde quero chegar ao escrever isso. Mas sei que não quero viver mecanicamente. Ainda espero pelas novas surpresas que a vida preparou para mim. Se espero, sei que estão a caminho.

Nenhum comentário:

Sentido

Sentido
Uma das melhores maneiras de dar um sentido para a vida, é procurar deixar o mundo um pouco melhor do que nós o encontramos. Autor desconhecido

Viver: renúncia, prazer, amor e leveza

Minha foto
Petrópolis, Rio de Janeiro, Brazil
Um professor com alma de aluno.